23 janeiro 2018 - 20:01

Déficit de 2017 deverá ficar até R$ 40 bilhões abaixo da meta, diz Meirelles

A declaração foi feita em Davos, na Suíça

O déficit primário – rombo nas contas do governo excluindo os juros da dívida pública – em 2017 deverá ficar de R$ 20 bilhões a R$ 40 bilhões abaixo da meta de R$ 159 bilhões, disse hoje (23) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Ele concedeu entrevista coletiva em Davos (Suíça), após o primeiro dia de participação no Fórum Econômico Mundial.

No próximo dia 30, o Tesouro Nacional divulgará o resultado das contas do governo de 2017. De acordo com a Instituição Fiscal Independente, órgão vinculado ao Senado, o Governo Central – Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central – teria um resultado negativo no ano passado    de R$ 126 bilhões.

Para este ano, Meirelles, que mais cedo anunciou que a economia brasileira poderá crescer mais de 3%, disse que a equipe econômica também estima cumprir a meta de déficit primário, que também corresponde a R$ 159 bilhões. Segundo ele, a recuperação da arrecadação permitirá o cumprimento da meta fiscal.

“Nossa previsão também é cumprir a meta fiscal [de 2018], principalmente levando em conta o aumento da arrecadação. Existe uma série histórica que mostra que, quando cai o PIB [Produto Interno Bruto], a arrecadação cai mais, quando sobe, a arrecadação sobe mais. Com uma defasagem”, disse o ministro, em áudio divulgado pelo Ministério da Fazenda.

Fonte:Agência Brasil