07 dezembro 2017 - 16:22

Refém é morto após ataques a banco em Arvorezinha

Vítima teve corpo abandonado às margens de uma estrada em Linha Quarta, no interior do município

Os dois ataques a banco registrados, na tarde de hoje, em Arvorezinha, no Vale do Taquari, resultaram na morte de um dos reféns, revelou a Brigada Militar. A vítima, ainda não identificada oficialmente, teve o corpo abandonado às margens de uma estrada em Linha Quarta, no interior do município, ao lado de um dos carros utilizados pelos assaltantes. A quadrilha queimou o veículo e seguiu em fuga.

Conforme o delegado Joel Wagner, da Delegacia de Roubos do Departamento de Estadual de Investigações Criminais (Deic), ainda não há informações se o refém morreu baleado pelos assaltantes ou se recebeu uma bala perdida durante o confronto do bando com a Brigada Militar. A Polícia Civil também não soube informar se a quadrilha já liberou os outros dois reféns.

O delegado confirmou, ainda, que os assaltantes conseguiram levar dinheiro da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil, em quantia não informada. O número exato de assaltantes também é incerto, mas a polícia trabalha com seis. Pelo menos dois confrontos entre PMs e assaltantes ocorreram. Os criminosos estão escondidos em um matagal, próximo da cidade de Guaporé.

No início da tarde, os bandidos chegaram a forçar moradores a fazer um cordão humano em frente à agência da Caixa, localizada na avenida principal de Arvorezinha. No ataque, os bandidos utilizaram toucas ninjas e armamento pesado.

Os criminosos ainda tinham planos de atacar o Banrisul, mas o banco foi evacuado antes.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba