06 dezembro 2017 - 16:39

Passados mais de 90 dias de greve, Cpers chama nova assembleia para sexta

Seduc garante que funcionamento é normal em 87% das escolas da rede estadual

O Cpers Sindicato convocou para sexta-feira mais uma assembleia geral de professores da rede estadual, no Ginásio do Gigantinho, em Porto Alegre. Nesta quarta, a paralisação de parte dos servidores ligados ao sindicato completa 91 dias. A greve mais extensa do Magistério ocorreu em 1987, quando as atividades escolares ficaram suspensas por 96 dias.

A Assembleia Geral Extraordinária vai começar a partir de 13h30min. A data do encontro decorre de sugestões apresentadas pelos 42 Núcleos do Cpers. Em 24 de novembro, a direção do sindicato reconheceu que a ausência de não-grevistas na assembleia definiu o resultado a favor da continuidade da mobilização. Foram 56 votos votos de diferença.

Hoje, a Secretaria da Educação informou que o número de escolas totalmente paralisadas em função da greve do segue caindo, com apenas 20 escolas sem atividade na rede estadual, representando menos de 1% do total. O número de colégios funcionando de forma parcial é de 311. Sendo assim, das 2.545 escolas estaduais, 2.214 estão abertas normalmente, conforme a Seduc, o que representa 87% do total.

Após ter publicado, na última sexta-feira, uma portaria abrindo vagas para que professores voluntários reforcem as atividades em escolas em greve, a Secretaria da Educação ainda não informou o total de interessados até o momento. Não há limite de prazo para que os voluntários procurem as coordenadorias de educação em busca das vagas – tanto para professor (no caso de pessoas com licenciatura superior completa) quanto para merendeira e zelador, por exemplo.

Fonte:Lucas Rivas/Rádio Guaíba