16 abril 2018 - 14:25

Obras da trincheira da Plínio Brasil Milano seguem sem prazo para começar

Procuradoria Geral do Município informou que não transitou julgado a última decisão favorável ao município

As obras da trincheira da avenida Plínio Brasil Milano, na zona Norte de Porto Alegre, na Terceira Perimetral, segue sem prazo para começar. A Procuradoria Geral do Município (PGM) informou que ainda não transitou julgado a última decisão favorável ao município.

A loja de veículos localizada no cruzamento da Plínio com a Carlos Gomes entrou com outro recurso. A PGM disse que a Prefeitura foi intimada nesta segunda-feira para contraarrazoar – resposta a algum recurso oposto pela parte adversa em processo na Justiça. A decisão a favor da Prefeitura quanto à posse do terreno está decidida desde 2015, mas a liberação da área se prolonga porque a concessionária de veículos sustenta ter a posse legítima de parte do terreno onde funciona a loja.

A trincheira da Plínio Brasil Milano projetada pela Prefeitura vai ter extensão de 400 metros, com o objetivo de desafogar o cruzamento da Plínio com a Terceira Perimetral (rua Augusto Meyer e avenida Carlos Gomes). O custo da obra é de R$ 30 milhões recursos do governo federal e da prefeitura.

Na semana passada, durante a retomada dos trabalhos na trincheira da Anita Garibaldi, na zona Norte da cidade, o prefeito Nelson Marchezan Júnior, durante o discurso, afirmou que qualquer obra nova na Capital, como é o caso da trincheira da avenida Plínio Brasil Milano, só vai começar após a conclusão das que ainda não foram terminadas – como é o caso das obras da Copa do Mundo de 2014.

Um levantamento da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) projeta uma circulação de 93 mil veículos por dia na região. A previsão inicial da prefeitura para entrega da construção era o segundo semestre de 2014.

Fonte:Cláudio Isaías/Correio do Povo