14 novembro 2017 - 19:02

Fortunati ameaça deixar PDT se não for candidato ao Senado

Ex-prefeito também ressaltou que 'falta honestidade intelectual' na atual gestão de Porto Alegre

O ex-prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, afirmou, na tarde de hoje, ao programa Esfera Pública, da Rádio Guaíba, que não descarta sair do PDT caso não seja escolhido o candidato ao Senado pela sigla no Rio Grande do Sul. Citando exemplos como o do ex-petista e agora colega de sigla Jairo Jorge, que já está em excursão pelas cidades do interior, Fortunati afirmou que também deseja começar a planejar a campanha, e que o desembarque rumo ao PR é uma hipótese caso não se concretize a candidatura. O ex-prefeito começou carreira política ainda na década de 80 no PT, mas trocou os petistas pelos trabalhistas há 15 anos.

Além disso, Fortunati não poupou críticas ao atual prefeito de Porto Alegre. Afirmou que “há falta de honestidade intelectual”, e ainda disparou que Nelson Marchezan Jr é “mentiroso”. As frases foram ditas durante debate sobre as finanças da cidade, que conforme a gestão atual estão no vermelho. Fortunati, no entanto, afirmou que é preciso levar em conta a queda no repasse aos municípios por parte da União, e não colocar na conta das gestões passadas os atuais problemas financeiros de Porto Alegre.

Sobre a Carris, Fortunati afirmou que, na gestão dele, destinou R$ 45 milhões anuais à companhia pública de transporte, e que sempre houve condições de comprar peças de reposição e realizar consertos. “A Carris operava normalmente, e agora parou de comprar peças de reposição. Se o problema era administrativo, como diziam, por que ainda não resolveram?”, questionou. Além disso, ponderou que a atual gestão está tentando “sucatear os serviços públicos para adotar (o sistema de) Estado Mínimo”.

Fonte:Rádio Guaíba