20 março 2017 - 18:25

Câmara derruba veto de Marchezan a projeto de bicicletários na Capital

Decisão foi unânime: 32 vereadores em plenário votaram contra o veto

A Câmara de Vereadores de Porto Alegre derrubou, por unanimidade, o veto do prefeito Nelson Marchezan Júnior à lei que permite a instalação de bicicletários e paraciclos no lugar de uma vaga de estacionamento de carro. A votação ocorreu na tarde desta segunda-feira. Os 32 vereadores em plenário votaram a favor da retirada do impedimento. Com isso, os estabelecimentos que tiverem interesse em instalar esses equipamentos devem procurar a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) e fazer uma solicitação. Pelo padrão do órgão, até oito bicicletas podem ser comportadas em um vaga de carro.

De acordo com o vereador Marcelo Sgarbossa (PT), autor do projeto, a demanda surgiu dos comerciantes, que até o momento tinham o pedido de instalação negado pela EPTC. Isso porque a legislação só permitia a colocação de bicicletários em cima da calçada, respeitando um mínimo de 1,80m de espaço livre para os pedestres, mas a maioria das calçadas não é larga o suficiente. Para o vereador, a derrubada do veto é um passo importante na ocupação da cidade pelas pessoas. “Na semana de aniversário de Porto Alegre, isso representa um presente que a cidade está se dando ao permitir que haja uma democratização do espaço público, possibilitando que no lugar de uma pessoa com um carro, oito ou dez tenham acesso para poder colocar a bicicleta”, sustenta.

A Lei havia sido aprovada em 22 de dezembro e foi vetada no início de janeiro por Marchezan. Para pressionar os vereadores a derrubar a medida, uma campanha nas redes sociais mobilizou estabelecimentos comerciais de diferentes bairros da cidade com o slogan “Quero um bicicletário nessa vaga” e o site Veta o veto, vereador reuniu assinaturas virtuais em apoio à medida.

 

Fonte:Daiane Vivatti/Rádio Guaíba