14 novembro 2017 - 18:47

Após greve, aulas em Porto Alegre podem se estender até fevereiro

Calendário vai ser atualizado de acordo com a adesão ao movimento em cada uma das 99 escolas da Capital

Com a retomada das aulas hoje na rede municipal de ensino, a recuperação dos dias letivos segue em avaliação, a cargo da Secretaria da Educação (Smed) de Porto Alegre. Como todas as escolas tiveram pelo menos um parcela de professores aderindo à paralisação, as aulas vão se estender até janeiro. A greve dos municipários durou 40 dias e foi suspensa, nessa segunda-feira, em assembleia geral do funcionalismo.

Em alguns casos, o período letivo deve invadir fevereiro. Esse deve ser o caso dos alunos e docentes da Escola Municipal Ensino Infantil Jardim de Praça Cirandinha, localizada na avenida 24 de Outubro, no bairro Independência. A paralisação das atividades foi total no colégio durante os 40 dias de greve dos servidores da Prefeitura. No auge do movimento grevista, na primeira metade do mês passado, oito escolas ficaram totalmente sem aula.

A atualização do calendário letivo deve ser divulgada individualmente por escola. A Smed informou que os diretores dos colégios devem procurar a Secretaria para posteriormente informar a atualização a pais e estudantes. A rede municipal conta com 99 escolas e 50 mil alunos em Educação Infantil, Básica, Ensino Médio e EJA. Quatro mil professores compõem o quadro.

Fonte: Samantha Klein/Rádio Guaíba